terça-feira, 18 de novembro de 2008

Atual Cena Skinhead do Brasil

Infelizmente sofremos muito pré-conceito por sermos skinheads no Brasil, pelo simples motivo de que a mídia privada prefere passar uma falsa visão sensacionalista sobre esta cultura de rua originada do reino unido.

Seria a forma de expressão cultural do skinhead tradicional no país mais correta os Carecas do Brasil? Ou qualquer outro movimento nesta linha?
Um grupo de pessoas fascista, homofobicas, xebofobicas e que negam qualquer produto estrangeiro? Acho que não, simplesmente por eles tentarem cultuar o “skinhead”, um movimento criado por imigrantes Jamaicanos na Inglaterra, não ser uma cultura “nacional” e o Brasil ser um país multi-cultural.
Então poderia dizer que são os White Powers ou Neo-Nazista como a grande mídia adora noticiar?
Felizmente essa é a forma mais ridícula que alguns indivíduos interliga o termo “skinhead”, pois como que no Brasil, país multirracial teria varias pessoas puras?
Não precisa dizer mais nada sobre essas 2 escórias que sujam o nome desta cultura rueira tão respeitada por quem a conhece verdadeiramente.

Nós skinheads antifascista, anti-racista e anti-homofobico temos que nos unir e expandir as verdadeiras idéias da rua, as idéias do proletariado lutando contra a burguesia e buscando uma situação melhor para a classe.
O SHARP (Skinheads Contra o Preconceito Racial) e o RASH (skinheads Comunistas e Anarquistas) tem o dever de alertar a todos sobre a verdadeira ideologia ligada ao nome Skinhead. Temos quase que obrigação de noticiar que a cultura dita muitas vezes como racista e xenofobica, foi criada pela união de jamaicanos (rude boys) e jovens rueiros ingleses (mod), durante bailes de Ska e Skinhead Reggae.

Na década de 80 foi criado o street punk, um movimento pregando união entre skins e punx com um som rueiro, sujo e agressivo mas muito bem trabalhado,o punk oi!, Onde ate hoje na Europa e EUA tem como principal tema a união entre skins e punx. Já no Brasil, o oi! É muito confundido com o RAC (rock contra o comunismo), som totalmente fascista, onde prega o racismo, xenofobia, anti-liberdade de expressão, homofobia e etc... E repudia totalmente a união entre punx e skins.

Este é o momento certo para o fortalecimento do verdadeiro oi! Nacional, a união entre punx, skinheads, mods, rudes boys e boot boys antifascista, temos que unirmos e acabar com o inimigo, que neste momento tem as mesmas “vestes” que nós, mas idéias muito diferentes, estes são os Carecas do Brasil.

2 comentários:

Projects disse...

Vida Longa ao Oi! É Extremamente chato ter que ouvir associações pouco embasadas, devido o fato da mídia formadora de lixo (rede globo principalmente)tentar criar uma imagem falsa e sem conhecimento aprofundado do que é ser skinhead! Mais um fato lamentável acaba de ocorrer em Zurique e ficamos indignados com tamanhas barbáries rotuladas de "ataque skinhead".

marcio disse...

coloca a cara na rua então filho da puta, vem acaba com os carecas do brasil, que sabe esse guilherme tinha mais é que ter morrido, seu play boy de merda, não esquece, tem estados que vcs são a ridicula frente de 2 membros contra 40 carecas, achas mesmo que pode acabar com nós verme, lixo imundo, vagabundo