quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

O berço do Skinhead



O verão de 64 estava mesmo mudado, porreteiros, teds e outros barras pesadas já eram, e mesmo os rivais Mods e Rockers podia ter saudades de dias melhores.

Por um horrível momento parecia que a melhor coisa que a juventude tinha a oferecer eram comunidades hippies e passeatas estudantis.1967 foi o verão do “ amor livre” e grande parte da juventude afastavam-se do mundo real e entravam de cabeça para a viagem hippie.

Com flores e cores, manifestos para um novo futuro, tudo passava a ser “paz e amor”, sob a prisma do caleidoscópio psicodélico. Os apelos para que os “camaradas operários”se aliassem aos estudantes na deposição dos “porcos capitalistas” encontravam ouvidos moucos. Enquanto estudantes pichavam “ABAIXO O ESTADO! VITORIA AO VIETNÔ torcedores cantavam “ESTUDANTES, ESTUDANTES, HAHAHAHA!”.

Em 1965 o the who lançavam “My generation”, mas a esta altura os Mods já estavam com os dias contados. A repercurção que a mídia dava as confusões dos feriados bancários de 63 e 64 levaram aos Mods, uma crise de identidade. Antes eram vistos como maneiros e aprumados, passaram a ser vistos como arruaceiros e metidos.


A palavra skinhead não teve uso corrente ates de 69, mas moleques usando botas, cabelos à escovinha e suspensórios, eram vistos no meio dos Mods desde de 64. foram eles os precursores dos skins. Toda a papagaiada de “paz e amor”só veio 3 anos mais tarde, então falar que os skinheads foram uma resposta aos hippies, é uma grande contradição.

A partir daí, o Mod entrou em rota de colisão consigo próprio, e so tinha aque implodir. Muitos Mods já estavam na faculdade, onde seriam influenciados pelo rock progressivo e as roupas floridas dos hippies.

No norte da inglaterra a realidade era bem diferente, o Mod apareceu no fim da década de 50 em clubes de soul e cafés, e sobreviveu um pouco alem do que a cena no resto do país, sendo alimentado por fanáticos por lambretas.

Para o movimento skin, não havia nada melhor do que o crescimento numérico das gangues Mods, também de HardMods.seus membros revelavam a face violenta e agressiva do pós- modernismo de 64, e se vestiam de acordo com ela. O terninho foi substituído pelos trajes de treta ( calça jeans, botas, suspensórios e cabelos bem baixos).

Assim foi o surgimento da cultura que mudaria o reino unido no verão de 69, o skinhead.



3 comentários:

kim disse...

karalho, texto foda!! chegou a ser meio poetico! foda foda foda!

TorontoSHARP disse...

Cheers from Toronto!

Penny Lane disse...

Opa! Tudo bom? Bom achar essa página meio sem querer na net. A verdade é que eu tenho um blog com um amigo, e no meu post dessa semana eu falo sobre a minha relação com os skinheads. Enfim, estou colocando a página na lista de blogs que acompanhamos com frequência. Um abraço, Penny