terça-feira, 28 de abril de 2009

Teu Pai Já Sabe?



Trazemos a banda Teu Pai Já Sabe? Banda Queer que faz uma sonoridade feita para, punx, skins, hardcores, sXe´s, tanto faz, mas um som para todos que estão contra a homofobia!
Segue abaixo entrevista com a banda, espero que a entrevista sirva como apresentação da banda.
Entrevista feita com o vocalista Carlos, conhecido como Mamá.

1 - Primeiro, quem é a banda Teu pai já sabe?

O Teu Pai já Sabe é:

Mamá – Vocal

Felipe – Baixo

7 Metros – Guitarra e backings

Hugo – Bateria e backings.

Além da gente que toca, o “Teu Pai já Sabe?” somos todos(as) nós que lutamos contra a homofobia.



2 - Como surgiu a idéia brilhante da banda? ano de formação?



A banda surgiu há quase um ano. Um dia eu estava numa boate aqui de Curitiba, quando o Hugo me viu ( ele já me conhecia do Gay-o-Hazard e outros festivais ) e me pergunto se eu estava cantando e tals...eu disse a ele que não, e ele disse que a gente tinha que ter uma banda junto, que ele tocava bateria, e era bem a fim de fazer uma banda gay de hardcore. Achei fantástico, mas só lembrava dele e o léo para tocar junto...depois de um tempo, conversando com o Felipe ( que já participa comigo num coletivo aqui ) falei a respeito, e ele falou que tava a fim de aprender a tocar baixo...daí me animei, fui falar com o léo, mas ele não estava podendo no momento...daí um dia, conversando com o 7 metros lá no Superdog, eu falei e ele adorou a idéia. Pronto, tava formada a banda. E de boa....é muito legal conviver com ele três. São muito amigos, conversamos sobre tudo, brigamos, discutimos, damos risada e saímos juntos. Uma coisa que faltava muito pra mim nas outras bandas. Nos identificamos muito, talvez pelo fato da sexualidade, mas pela vontade de gritar bem alto contra todo tipo de preconceito.

3 - Quais são as influências da banda? tanto musicais como políticas.



Bom, musicais eu poderia citar sem dúvidas: Gorila Biscuits, Pansy division, Limp Wrist, los Fastídios, Nerds Attack, e por aí vai...

Política é bem difícil definir algo....O que posso dizer que ninguém da banda é extrema direita..hahahahaha. Assim, acho que todos nós nos identificamos muito com a luta libertária, vegetarianismo, direito dos homossexuais....

4 - A banda tem algum tipo de relação com Skinheads? há Skinheads que frequentam as gigs da banda?



Então...temos sim. Digo isso, porque em nossos shows sempre vão skins antifascista, punx, anarquistas, sxes...e eu acho isso muito legal. Muito antigamente a coisa era bem diferente, não dava para confiar em qualquer um que chegava com idéias para o nosso lado ( digo quando comecei com o punk 89/90 ) mas hoje em dia noto que cada vez mais tem crescido o número de skinheads de esquerda, que estão na luta com a gente, erguem a bandeira, e lutam para que o skinhead não seja visto como um grupo de ódio e intolerância.

5 - Notamos que vocês têm uma canção ''vá de byke'', gostaria que falasse para nós sobre ela.



Pois é...essa música ainda não está finalizada, mas eu já gosto muito dela. Ela passa uma mensagem de que a gente acaba se acomodando demais, fazendo tudo de carro, usando o carro demais, poluindo, e ela fala de uma forma bem divertida que vc pode fazer muita coisa de bike, paquera no parque, faz exercício para o bum bum, e outras partes do corpo, e ainda ajuda o meio ambiente. Nas nossas músicas tentamos ser ao máximo bem engraçado, escachados, para que não fique aquela coisa muito panfletária.

6 - em outra canção ''vida de mentiras'' notamos que ela fala sobre os padrões heterossexistas, isso é muito freqüente no hardcore/punk pra vocês?



Nossa, e como é. Pelo menos aqui em Curitiba..aliás, acho que posso falar num geral mesmo. Até hoje notamos muitas pessoas envolvidas com o punk/hardcore que são extremamente homofóbica. E muitos deles vc nota que é pura desinformação, e vou mais além...muitos casos e pessoas mau resolvidas tb. Eu sempre digo que quando existe uma aversão muito grande, é porque é desejo reprimido. Hahhahaha

É triste ver o preconceito no hardcore/punk, ainda mais porque se trata de um cenário que sempre existiu gays dentro, desde quando começou..é só procurar sobre, e vão achar. Eu ao consigo admitir isso, porque não me vejo fora do punk, mesmo velho e cansado de tudo isso às vezes..por isso falamos tanto sobre isso.



7 - Além do combate a homofobia, quais são as outras bandeiras que a banda levanta?



Com a banda o principal foco é bem esse mesmo. Falamos muito sobre a homofobia velada no hardcore. Mas todos nós temos nossas lutas individuais. Eu sou vegano, libertário, punk/sxe. Sempre que posso participo de manifestações, e por aí vai..tb faço parte do coletivo da verdurada aqui de curitiba, onde ajudo a organizar, e trabalho na cozinha.

8 - A banda já sofreu algum preconceito?



Meu, tu acredita que ainda não???? Mas assim, sabemos muito bem aonde pisamos...não rola ficar aceitando proposta de tocar em lugares que não conhecemos, pessoas que nunca nem vimos na frente.....acho que por esse motivo só tocamos aonde as pessoas nos aceitam muito bem.

9 - Notamos na cena o preconceito com os Queers, QueerPunks e Queerskinheads, gostaria que vocês falassem sobre isso.



Pois é...acho que falei um pouco sobre isso na pergunta de cima. Eu acho que o cenário ainda tem muito pra crescer, e ainda vai melhorar muito, amadurecer muito também. Muita gente mete o pau, tem preconceito por pura desinformação, falta de convívio e mente fechada. Estes são os primeiros a abandonar o barco de tudo, podem notar. Acho que o mais certo à se fazer é seguir em frente, sem perder muito tempo com esse povinho burro e preconceituoso.

10 - Agora deixo espaço aberto para você Mamá, queria muito agradecer a você e a banda por topar estar aqui falando para nós e aos que aqui visitam o blog/zine sobre as questões da luta contra homofobia.



Gui, você é um cara que admiro muito, e respeito demais..juntamente com o restante da galera daí de Joinville. Acredito que estamos no caminho certo, ou pelo menos acreditamos que ele seja o certo..hehehe. Tamos aí na luta, com vcs e todo mundo que partilha das mesmas idéias de um mundo menos preconceituoso. É um processo lento, fazendo parte dele, e muitas outras pessoas que virão tb farão...o importante é não desistir nunca dele.

Obrigado mais uma vez pelo respeito que vcs teem com a gente, pela abertura da entrevista, pela amizade.

Up the punx, queerpunx, queerskins!!!!!

Unit!

links pra baixar:


http://rs636.rapidshare.com/files/220974524/Teu_pai_ja_sabe.rar



http://rapidshare.com/files/220974524/Teu_pai_ja_sabe.rar.html


http://www.4shared.com/account/file/98852863/32a0b52b/Teu_pai_ja_sabe.html

http://www.mediafire.com/?sharekey=9611da38ab56360faf924764f9977b1de04e75f6e8ebb871 Link preferêncial.

Entrevista retirada do SkinZine SHARP - Santa Catarina.

Um comentário:

fascination disse...

rola de upar novamente????
acho q chegou no limite de down....
"This file is neither allocated to a Premium Account, or a Collector's Account, and can therefore only be downloaded 10 times.

This limit is reached."
parabens pelo blog ;)